Acho que já deu pra perceber por aqui que além das flores, que é um grande foco aqui da Casa Flow.er, gosto também de postar bastante a água.

Gosto da água, porque simbolicamente, em muitas vertentes ela representa as emoções.

Na Astrologia Ocidental, os signos do elemento água (câncer, escorpião e peixes), são signos de muita profundidade e contato emocional, que conseguem com mais facilidade que os outros elementos, mergulhar em questões psicoemocionais com mais leveza e entrega.

Claro, que não se pode generalizar dessa forma a visão astrológica. É muito além disso, e não é um signo apenas que dita os nossos movimentos e ações emocionais, tem muito mais informação envolvida no processo.

Para quem não sabe, tenho astrologia como uma de minhas formações, e me encanto com a beleza e a forma como esses signos se comportam ao lidar com o seu mundo interno.

Já, o elemento água na Medicina Chinesa, é representado pelos Rins e pela Bexiga. E a emoção que envolve esse elemento é o medo e a insegurança.

Emoção que faz parte do ser humano.
Quem aqui nunca sentiu ou não sente medo na vida, que atire a primeira pedra.

Medo é uma emoção que embora tenha uma vibração muito baixa, pode ser um grande protetor como também um grande paralisador.

Se temos medo, ao ponto de nos impedir de realizar nossas tarefas, podemos debilitar à longo prazo a energia dos nossos rins e bexiga.

Mergulhar em águas emocionais, gera medo. Lidar com o que está guardado dentro da gente, inevitavelmente nos traz insegurança.

Quando a gente trabalha medo com a Acupuntura e a Terapia Floral, é necessário pensar o quanto de coragem queremos oferecer para essa pessoa, porque as vezes, dar coragem demais para quem está com muito medo de enfrentar, pode acabar por desequilibrar outros elementos proporcionando ansiedades e inquietações não esperadas.

É muito importante que haja uma avaliação bem cuidadosa do paciente, para saber ao certo qual o foco da conduta, mas se tratando da água, que é um elemento que nos leva literalmente a profundezas, ou a superfície se assim optarmos, gosto de simbolicamente olhá-la também como um instrumento que também pode nos trazer informações.

Através da visão de diferentes perspectivas, podemos chegar a conclusões bem importantes sobre a pessoa que está buscando um tratamento e o caminho a seguir com ela.

Fiz essa reflexão hoje e resolvi dividir aqui com vocês.

O que sentem ao ler isso? Faz sentido?