Contemplar flores, também é um tipo de Terapia Floral.

Quando a gente se conecta com a beleza de uma flor, ou com a sensação de estranheza que ela possa nos causar, esta acontecendo uma conversa vibracional.

As flores possuem campos energéticos, como nós e tudo o que está presente no mundo.

E esses campos realizam uma comunicação não visível, gerando sensações boas, más ou indiferentes.

Dependendo da flor que está te proporcionando essa percepção, pode ser algo que seu campo energético está precisando trabalhar ou entrar em contato.

Eu gosto de falar que é como se fôssemos um quebra-cabeça.

Nosso campo vibracional tem o “buraco” perfeito para o encaixe da “peça flor” que você precisa.

Quando estamos conectados a nossa essência, e olhamos com essa mesma conexão para a flor específica, as “peças” se encaixam, e sentimos algo com relação a elas.

Claro que isso não envolve apenas os corpos energéticos e vibracionais, mas também todo o movimento vibracional gerado pela ressonância da flor em contato com nosso campo energético, que também afeta nossos sistemas e órgãos, uma vez que tudo está interligado, e a comunicação acontece mutuamente.

Gosto sempre de dizer, a técnica é sutil, mas o movimento que ela faz vai muito além das sutilezas, sendo então muito eficaz em um processo terapêutico.