Qual a diferença entre fórmula floral pronta (que encontramos expostas na farmácia),  e a fórmula personalizada (que pedimos para manipular)?

Ouço bastante essa pergunta dos pacientes e resolvi vir explicar um pouco sobre isso.

Quando vamos à farmácia e encontramos a fórmula pronta para uso, estamos fazendo uso de uma formulação com um objetivo já determinado, por exemplo: insônia, ansiedade, tpm, concentração…Esse floral pode fazer efeito? Até pode…mas talvez não o esperado.

O floral pronto, é uma fórmula padronizada para alguma queixa específica, e o floral personalizado, teve uma conversa e uma adequação da melhor fórmula para essa pessoa.

Quando personalizamos um floral, existiu uma consulta e uma conversa antes disso, que é muito importante para a assertividade do tratamento.

Ao traçar uma conduta, o terapeuta faz toda uma análise do paciente, buscando avaliar o que está acontecendo por trás da queixa.

Cada indivíduo é único, e tem suas particularidades. O mesmo floral que age trazendo efeitos positivos para um, pode não ter efeitos para outra pessoa, uma vez que a emoção vivida por ela, será completamente diferente da vivência da outra.

A fórmula pronta, acaba visando uma indicação do floral, que para esse tipo de técnica, não funciona, ou seja, dor de cabeça? Floral “X”, Tpm? Floral “Y” e assim por diante.

A dor de cabeça de um, pode ser por um motivo completamente diferente do outro. E o mesmo funciona, com outras queixas e sintomas.

Por isso, a importância de uma avaliação detalhada e bem cuidadosa para a formulação do floral mais adequado para cada indivíduo.

Dessa forma, há a possibilidade de um tratamento mais eficaz e voltado para a conscientização do que de fato gera o desconforto. Encontrando a raiz, é possível haver muito mais benefício e desenvolvimento no processo terapêutico.