“(…) Quando o movimento diminui, podemos perceber as mudanças que acontecem em uma postura emocional de um momento para o outro. Se pudéssemos fotografar nossa vida e projetá-la quadro por quadro, perceberíamos que somos sequências móveis de formas emocionais variadas. Uma implosão de células organiza um feto; depois, ele se molda numa criança; e, finalmente, num adulto.(…)

(…)Segundo Freud, anatomia é destino. O processo anatômico constitui uma sabedoria profunda e poderosa, que dá origem a imagens internas de sentimentos.

As formas externas do corpo e as formas internas dos órgãos nos falam da motilidade celular, da organização e do movimento da psique e da alma. (…)”

Trecho retirado do livro maravilhoso: Anatomia Emocional, de Stanley Keleman.

Nossas experiências e como lidamos com elas e nossas emoções, moldam o nosso corpo físico, que conversa com a gente através de nossa postura, movimento, dores, tensões e ações orgânicas.

Você sabe o que significa “Somatização”?

Soma, é uma palavra que se origina do grego, significando corpo.

A somatização é quando nossas questões psicoemocionais, se manifestam através de nosso corpo físico.

É a forma que o nosso corpo utiliza para se comunicar com a gente, relatando suas dores e desconfortos emocionais que as vezes ficaram por um período em silêncio.

A somatização pode acontecer a longo prazo, por processos emocionais antigos e não trabalhados nesse período, fazendo o corpo criar formas para nos mostrar o que não está indo bem dentro da gente. Ou, pode se manifestar a curto prazo, quando há questões emocionais mais agudas e que desequilibram em grandes proporções, como por exemplo, uma fase de muito estresse que a pessoa pode estar passando e que a debilita na sequência.

Nosso corpo é muito inteligente, está o tempo todo conversando com a gente.

Se pararmos agora para ouví-lo, é possível perceber essa conversa.

Por ser vivo, está recebendo mensagens à todo momento, consequentemente registrando tudo em suas estruturas e respondendo a cada estímulo gerado.

A somatização ocorre dessa forma, como se nossos processos emocionais se cristalizassem, nos chamando a atenção para observá-los.

Por isso a importância de nos notarmos, e de também estarmos atentos às nossas necessidades, nos alimentando com calma e tranquilidade, bebendo água, nos exercitando e prestando atenção nos desconfortos presentes.

O corpo é um grande parceiro, que quer apenas nos sinalizar seus desejos e o que não vai bem, para que continuemos com nossas atividades.

Como sempre digo, corpo é santuário.

O que o seu corpo tem falado pra você?