Esses dias estava lendo um livro do Osho, em que ele explicava dois conceitos bem interessantes sobre a forma de olhar como vivemos a nossa vida. 

Ele explicou que podemos viver de forma horizontal, ou vertical. 

A vida vivida de forma horizontal, seria seguir o curso normal de desenvolvimento biológico, sem a preocupação da evolução pessoal. Então, você nasce, cresce biologicamente, se torna um jovem adulto, estuda, arranja um emprego, ganha dinheiro, monta uma família, envelhece e morre. 

Já olhando para o lado da vida vivida na verticalização, seria seguir o mesmo roteiro biológico de crescimento, porém experienciando cada fase, através de um interesse genuíno em se desenvolver como alma, se questionando, se movimentando para encontrar meios que o levem ao contato com quem de fato você é, e o que veio fazer aqui. 

Claro que o lado da verticalização, é um lado bem mais difícil, porque provoca o “sair da zona de conforto” e do que é esperado para o desenvolvimento básico de sermos humanos. 

Com esse conteúdo, acabei traçando um paralelo com os Florais de Bach, do grupo da Falta de Interesse no momento presente. São 7 essências que trabalham justamente o viver o presente, porém cada um ativando uma virtude específica. 

Pensei neles, porque quando estamos vivendo em horizontalidade, inevitavelmente, o curso da vida nos leva ou a sentir falta do passado, ou a esperar o futuro. Já que sabemos o trajeto da linha do tempo que iremos percorrer. E assim, acabamos tendo muita ansiedade e frustração. 

Os Florais nos levam a verticalizar o que estamos vivendo agora, pois eles nos convidam a estarmos em total presença, olhando para quem de fato somos e quem estamos nos tornando. 

E quando estamos presentes, o que a gente faz? 

Sente, aproveita, curte o que está sendo proposto, mesmo que pareça desconfortável no momento. 

É complexo entender isso, mas o que a gente tem realmente, é só o agora, e aí deixo uma reflexão: Como você está vivendo? De forma horizontal ou vertical? O que você pode fazer pelo seu agora? 

Vou colocar os 7 florais de Bach do grupo da Falta de interesse no momento presente, para ajudar nessa reflexão: 

  • Chestnut Bud – Floral do aprendizado, que nos ajuda a assimilar o conhecimento, sem que precise repetir o mesmo erro para aprender. 
  • Clematis – Floral do foco e da concentração, que nos traz para o momento presente, nos tirando dos devaneios fantasiosos que nos tiram da realidade. 
  • Honeysuckle – Floral da liberação do passado, que nos ajuda a entender que o que passou, passou, e é hora de seguir olhando para a frente. 
  • Mustard – Floral que traz positividade para quem é assolado por tristezas que vão e vem. 
  • Olive – Floral da vitalidade, nos dando força e energia após momentos de exaustão.
  • White Chestnut – Floral da mente tranquila, que nos ajuda a acalmar nossos pensamentos em excesso. 
  • Wild Rose – Floral da beleza da vida, nos convidando a olhar a vida com prazer e motivação. 

Lembrando que para criar uma seleção de florais para serem tomados, é importante que haja uma avaliação minuciosa para encontrarmos a essência específica para a sua necessidade, uma vez que cada caso tem sua particularidade e prioridade de tratamento.